Report Services 2016 / Datazen Beginning – Parte 13

Pessoal, ontem tive acesso por parte de um amigo da comunidade Microsoft (que é um dos PFEs da equipe técnicas) ao assistente de migração do Microsoft Datazen para o Report Services 2016.

O aplicativo, que foi anunciado assim que o SSRS foi disponibilizado com a integração ainda está em Preview, porém já realizei alguns testes e queria compartilhar a experiencia de usabilidade da ferramenta.


Primeiramente, é necessário fazer o download da ferramenta no link.  É necessário estar com o .NET Framework 4.0 instalado. O programa pode ser instalado em Windows 10, Windows 8, Windows 7 e Windows Server 2012 e 2012 R2.

Para acompanhar o post será necessário que você tenha um servidor do Datazen e o SSRS 2016. Utilizei ambos na mesma máquina virtual com windows Server 2012 R2. 

11

Após realizada a instalação, abra a aplicação:

01

Inicie a migração pressionando o botão Begin. Feito isso, preencha os dados relacionados ao servidor do Datazen de onde vêem os Data Sources, Data Views (serão convertidos para Data Connections e Data Sets) Dashboards e KPIs.

Siga o modelo a seguir:

02

Datazen Core Service Location – Nome ou IP do servidor em que o Serviço do Datazen Core Services está instalado.

API Port – Opção Default.

Management Port – Opção Default.

Instance ID – ID único que é gerado na instalação da ferramenta.

Encryption Key – Chave de criptografia gerada na instalação da ferramenta.

Obs – Na opção Datazen Core Service Location não há a necessidade de dizer a porta, pois o Serviço de migração não irá entrar no Web Server. O que o assistente de migração irá realizar é a leitura do RavenDB (Banco de dados NoSQL onde os dados do Datazen ficam armazenados) para captura das informações.

Obs 2 – Para saber mais sobre a Instance ID e a Encryption Key, leia a Parte 3 do conjunto de Posts sobre o Microsoft Datazen.

Após se conectar à origem (O Core services), será necessário fornecer os dados relacionados ao Servidor do Report Services 2016. Siga o passo a passo abaixo:

03

Web Portal URL – Endereço Web do SSRS 2016 (a porta aqui é importante caso não seja a porta default).

Use current Windows account – Usado para utilizar a conta atual do windows para conexão ao SSRS 2016.

Username e Password – Usuário e Senha para conexão ao SSRS 2016 caso o Checkbox anterior não seja marcado.

Domain (Optional) – Caso a conta fornecida seja uma conta de domínio.

Após realizada a conexão ao servidor do Report Services 2016, Será necessário selecionar um diretório dentro do SSRS para migrar os dados do Datazen. Não é possível levar os dados para a pasta raiz. É necessário ter um diretório criado para o armazenamento.

04

Apos selecionada a pasta, a próxima etapa será para escolha dos objetos a serem migrados:

05

Observe na imagem que a ferramenta não faz menção à Data Sources e Data Views. Eles são levados como Data Connections e Data Sets automaticamente de acordo com a dependência dos objetos selecionados.

Outro ponto importante é que é possível realizar a seleção de Pastas especificas dos Dashboards, de Dashboards específicos. É possível também realizar o mesmo para os KPIs.

Após clicar em Migrate uma nova janela será aberta perguntando se você está pronto para a migração e a quantidade de itens que serão migrados.

06

Selecione a opção OK e a migração irá ser iniciada.

07

Após o termino da migração, o assistente irá apresentar uma mensagem dizendo quantos itens foram migrados com sucesso.

08

Após isso, ao realizar o acesso ao Report Services 2016 será possível realizar de imediato o consumo das análises que em outrora estavam dentro do servidor do Microsoft Datazen.

09

10

Pontos de observação:

  1. ainda não realizei o teste em uma migração em que o Data Connection e/ou o Data Set já esteja criado dentro do SSRS 2016. Porém, pelo que percebi, acredito que ele faria até o presente momento uma duplicação desses objetos.
  2. Realizai os testes com Dashboards ligados pelo Drill Through e um dos data views paramentrizados. Tudo funcionou corretamente dentro do SSRS 2016. Para mais informações acesse a Parte 8 e Parte 9 do conjunto de posts.
  3. O usuário responsável pelo conexão à origem dos dados dentro do Datazen será criado dentro do SSRS 2016, porém, por questão de segurança, sugiro a mudança para  um outro usuário que esteja no AD pós migração.
Anúncios

Report Services 2016 / Datazen Beginning – Parte 10

Neste post da Série Datazen Beginning você irá aprender sobre a construção Dashboards usando o Datazen Publisher e aprenderá também a publicá-lo dentro do Datazen Server.


Depois de você ter aprendido sobre os tipos de Data Views e Dashboard Runtime na Parte 9 do conjunto de posts e também, na Parte 8, entender o funcionamento de cada um dos tipos de componentes da aba Layout View dentro do Publisher, agora você irá usar alguns para criar o primeiro Dashboard e irá publicá-lo dentro do Servidor Core do Datazen para visualizá-lo através do Datazen View (Computador, Tablet e Celular) e/ou Web.

Usaremos para criação do Dashboard que irá prover a análise das vendas de USA contidas no banco de dados AdventureWorksDW2014 o Data View Quantidade de Vendas por Cliente que você irá criar usando a query abaixo conforme aprendeu na Parte 5 do conjunto de posts.

</em>
SELECT dc.FirstName + ' '
+ CASE WHEN MiddleName IS NULL THEN ''
ELSE MiddleName END + ' '
+ dc.LastName AS NomeCompleto, 
dp.EnglishProductName Produto, 
dg.EnglishCountryRegionName AS Pais, 
dg.StateProvinceName AS Estado,
dg.City AS Cidade,
dod.CalendarYear AS Ano, 
dod.EnglishMonthName AS Mes, 
dod.FullDateAlternateKey AS DataVenda, 
f.ShipDate AS DataEnvio,
f.SalesOrderNumber AS OrdemVenda,
1 AS QtdVendas, 
f.UnitPrice AS ValorVenda
FROM FactInternetSales f 
JOIN DimProduct dp ON dp.ProductKey = f.ProductKey 
JOIN DimCustomer dc ON dc.CustomerKey = f.CustomerKey 
JOIN DimSalesTerritory dst ON dst.SalesTerritoryKey = f.SalesTerritoryKey 
JOIN DimDate dod ON dod.DateKey = f.OrderDateKey
JOIN DimGeography dg ON dg.SalesTerritoryKey = dst.SalesTerritoryKey 
AND dg.GeographyKey = dc.GeographyKey
WHERE dg.EnglishCountryRegionName = 'United States'

Observação – Partirei do pressuposto de que você já está familiarizado com as interfaces do Datazen Publisher. Caso não esteja, sugiro que você leia a Parte 7 do conjunto de posts.


Abra o Publisher e conecte-se ao servidor normalmente, conforme fez na Parte 7 do conjunto de posts.

Feito isso, clique com o botão direito dentro da pagina principal da ferramenta e clique em Create. Em seguinda você terá duas opções.

A primeira permitirá a criação de um Dashboard do zero. A segunda permite a seleção de um Dashboard já existente para que você possa efetuar o desenvolvimento do novo Painel a partir desse selecionado – Isso não sobrescreverá o Painel. A ferramenta irá efetuar uma cópia do Dashboard existente.

Selecione a primeira opção – Start from on empty dashboard.

02

A próxima etapa será, dentro do painel Layout View, no canto esquerdo da tela, selecionar o primeiro Componente que você irá usar para criar o Dashboard de análise de vendas da Adventure Works. O Componente será o Time Navigator.

03

Cada componente do Datazen possui uma porção de configurações que podem ser efetuadas. Elas ficam localizadas na parte inferior da tela do Publisher.

Você irá efetuar a configuração nas seguintes opções:

Time Level é responsável por permitir graficamente o Drill Down entre a hierarquia de tempo. Ou seja, se configurado com a opção default que é o drill somente até o mês, ainda que você tenha no Data View a informação de dia, semana ou hora, por exemplo, o componente não permitirá que o faça. Configure conforme a imagem a baixo:

04

O Time Range Presets configura quais os níveis hierárquicos da data serão disponibilizados para seleção no canto esquerdo do componente. Por padrão o componente utiliza 4 opções que são Todos – uma análise agregada pelo período de tempo total, Último Ano, Últimos Seis Meses e Último TrimestreVocê irá selecionar somente a opção All – Todos.

05

Agora você irá inserir no painel dois Selection List conforme abaixo:

06

Nas configurações de cada um dos Selection List defina como Title para o componente do canto superior esquerdo a lable Selecione um Pais para análise:, e, para o Selection List de baixo a lable Selecione um Estado para análise:.

Desmarque a opção Allow Select All para o Seletor de País. no Seletor de Estado, no campo Select All Text: preencha com o texto Todos os Estados.

Feito isso, arraste para o Dashboard o componente Number. Nas opções de configuração, defina o Title como Valor Vendido: conforme a imagem abaixo:

08

Adicione no Dashboard também o componente Gradient Heat Map da lista Maps. Renomeie o campo Title para Valores Vendidos por Estado – USA: e, em Map, selecione USA. Isso significa que o mapa que será configurado é o dos Estados Unidos conforme abaixo.

9

Agora arraste para o Painel o componente Simple DataGrid preencha o campo Title com Analítico de Vendas Realizadas – Adventure Works.

Entenda uma importante opção dos DataGridsÉ possível que você apresente os dados nos DataGrids, tanto assim como eles vem do Data View, ou agregando-os através de uma coluna text ou através de uma coluna de Data. Isso é definido marcando as opções Aggregate by Time e Aggregate by a Field. Caso você queira apresentar os dados assim como eles vierem da fonte, deixe ambas as opções desmarcadas.

Para a criação desse dashboard, marque a opção Aggregate by a Field.

Na configuração Row Numbers selecione a opção Hide. Essa opção serve para mostrar uma espécie de coluna ID default do Datazen no canto esquerdo grid.

10

Renomeie o Dashboard para Analise de Vendas USA – Adventure Works.

No canto superior direito, existem dois botões. Um deles serve para que você possa configurar uma opção de paleta de cor para o Dashboard.

11

O botão que fica na lateral esquerda ao que você usa para definição de paleta serve para que você consiga configurar um dos MAIORES DIFERENCIAIS do Datazen: A apresentação do Dashboard em dispositivos móveis.

12-0

Selecione a opção Tablet e você verá que a tela irá renderizar e apresentará o grid no formato de um Tablet. Dessa maneira, você só precisará arrastar e redimensionar os componentes que já foram configurados no Dashboard Master (Web).

12

Mude novamente para a opção Phone e configure o Dashboard para apresentação em celular.

12_1

Feito isso, o Layout do Dashboard estará pronto para todas as plataformas.


Agora que você desenvolveu a interface gráfica, você precisará configurar os componentes com os dados do Data View Quantidade de Vendas por Cliente que você criou anteriormente.

Para isso, na aba Data View, no canto superior direito da tela, selecione a opção Add Data.

13

Caso você não tenha configurado a pasta de trabalho do Datazen Publisher, uma tela de mensagem se abrirá pedindo que você o faça.

14

Basta que você clique em Choose Folder e escolha uma pasta. Como foi explicado na Parte 7 do conjunto de posts, essa pasta será usada caso você queira salvar localmente o Dashboard que criou.

Depois disso, na tela que irá abrir você terá duas opções de seleção. Uma delas é construir o Dashboard com base em dados advindos de um arquivo Excel local ou apartir de um Data View do Server. Selecione a segunda opção.

15

Feito isso será possível visualizar todos os Data Connections que estiverem disponíveis no Datazen Server – levando em consideração, claro, que o usuário que está logado no Publisher, tenha acesso a eles.

16

Selecione na proxima tela o Data View Quantidade de Vendas por Cliente.


Depois de capturar o Data View que será usado no Dashboard, você precisará configurar os dados que serão mostrados através dos componentes.

Selecione o componente Selection List que você criou para seleção de Pais.

Esse componente será responsável por filtrar os dados apresentados no Dashboard de acordo com que for selecionado. No caso atual, irá realizar o filtro com base no País ou Estado que o usuário selecionar.

Em Data Properties, na opção Keys:, Escolha o Data View QuantidadedeVendasporCliente. na seleção ao lado você irá escolher a coluna de lookup. Essa coluna será responsável por filtrar os views que participam do Dashboard de acordo com o que for selecionado na Lista de Seleção. Escola a coluna Pais.

Ao lado, em Options…, marque o check box Time Navigator 1. Ao selecionar essa opção você está configurado o Selection List para ser filtrado pelo Time Navigator.

Na seleção opção de Labels:, selecione também a coluna de Pais. Será essa informação que irá ser apresentada graficamente nas opções de seleção.

O canto esquerdo, em Tables Filtered by Selecione um País para Análise:, marque o check box do Data View QuantidadedeVendasporCliente e selecione a coluna Pais como coluna de Lookup.

19

Faça o mesmo para o Selection List que você nomeou como Selecione um Estado para Análise:, porém, em Keys e Labels, selecione a coluna Estado e, na configuração de coluna de lookup do Data View QuantidadedeVendasporCliente, escolha também a coluna Estado.

A unica diferença aqui é que, em Options… da configuração de Keys, você irá marcar dois check box: Um para o Time Navigator e outro para o Selection List configurado para seleção de Pais. Faça conforme imagem abaixo:

20

Agora selecione no canto esquerdo o Time Navigator. Selecione o Data View QuantidadedeVendasporCliente. Na segunda opção de seleção, você irá configurar a métrica que irá preencher o componente. Marque somente o Check box da métrica QtdVendas.

Em Options… será possível que você escolha os componentes que serão filtrados pelo tempo selecionado no componente de tempo. Marque as duas opções que são referentes às duas Listas de Seleção – Pais e Estado.

Configure o componente conforme imagem abaixo:

18

Selecione o componente Number nomeado por Valor Vendido:.

Em sua lista de configurações, escolha o Data View QuantidadedeVendasporCliente e ao lado, nas métricas, escolha QtdVendas e em Options… selecione todos os Check box conforme abaixo:

21

Agora você irá configurar o componente de Mapa. Em suas configurações escolha o Data View QuantidadedeVendasporCliente, em Keys escolha a coluna Estado. Essa coluna será responsável por mostrar os dados de vendas em cada estado do mapa dos Estados Unidos.

Observe que se você tivesse um outro mapa de país, como o lookup é realizado por nome e não por latitude e longitude, o painel não iria apresentar os dados.

Em Options…, Selecione todos os Check box e em Values, selecione a coluna ValorVenda conforme abaixo:

22

Agora você irá configurar o último componente do Dashboard. Selecione no canto esquerdo o DataGrid.

Em Data for the Grid View: selecione o Data View QuantidadedeVendasporClente e, em Options…, Marque todos os Check box. Em Field to Aggregate By: Selecione a opção NomeCompleto.

Em Columns, no canto inferior direito, marque o check box referente as colunas OrdemVenda, QtdVendas e ValorVenda.

Em Options… da coluna QtdVendas, deixe a opção String Format com valor default – General – e altere a Aggregation Function para SUM. Já em Options… da coluna ValorVenda, Altere o String Format para DefaultCurrency e a Aggregation Function para SUM.

Configure conforme abaixo:

23


Agora que a configuração de Layout e de Data View foi realizada, você irá efetuar as configurações da aba Dashboard Settings.

Em Local Settings, na opção Dashboard Culture: selecione a opção Portuguese (Brasil).

Marque os Check box Enable client data caching e Encrypt data stored on the client caso não esteja selecionado conforme imagem abaixo:

24

Em Server Settings, na opção Server Group, clique em Create New Group… e crie um grupo de Dashboards dentro do Datazen Server. Nomeie o grupo de Análise de Vendas.

25

Na aba Run Preview, visualize o Dashboard em execução, antes de publicá-lo.

27

Feito isso, clique no botão de voltar no canto superior esquerdo do Dashboard, depois clique com o botão direito na tela e selecione a opção Publisher to Server.

28

Feito isso, confirme as informações na próxima janela e clique em Publisher.

29

Feito isso, esse Painel estará disponível para acesso em qualquer dispositivo, seja eme móvel ou web.


No próximo post da série você irá aprender como as opções de segurança para Dashboards e KPIs.