35 coisas que você deve fazer pela sua carreira até completar 35 anos

Pessoal, a algum tempo atrás li um post cujo conteúdo era o texto abaixo e resolvi compartilhar com os leitores do blog. Vale muito apena seguir as dicas. Have Fun!

“Somos todos flexíveis. Trilhando e construindo nosso próprio caminho. Fazendo o que de fato funciona para nós mesmos (e não fazendo o que não funciona).

Nós também não somos tão bons em traçar uma linha do tempo para as coisas. Até dizemos que há uma enorme variedade de coisas que não precisamos ter aos 30 (ou 40, ou 50, ou nunca …).

Mas quando se trata da nossa carreira, há algumas coisas que nós recomendamos começar antes cedo do que tarde. Não é porque um expert diz que é preciso, mas porque você irá fazer o seu futuro profissional, sem mencionar o seu dia-a-dia, muito mais fácil. Então, será que é necessário se encaixar em cada uma dessas 35 habilidades? É claro que não. Mas considere essa lista uma sugestão, que se tomada, pode lhe dar um grande impulso à sua carreira.

  1. Refina o seu ‘diálogo de elevador’ – Embora, você possa obviamente, mudar de vez em quando, você nunca deve ter dificuldade em responder: “O que você faz?” Na verdade, você deve ser tão bom quando falar que as pessoas jamais irão se esquecer. Então, realmente descubra o tipo de mensagem que você quer passar quando as pessoas perguntam sobre sua carreira.
  2. Conheça o seu “Super Poder” – Ou, em outras palavras, saiba dizer a única coisa que você é muito bom em fazer. A empreendedora Tina Roth Eisenberg diz que todas as pessoas bem sucedidas que ela já conheceu, sabem dizer exatamente o que elas têm de melhor. John Maeda, que liderou o MIT Media Lab e a Rhode Island School of Design, respondeu: “Curiosidade”. Maria Popova, curadora do blog popular ‘Colheitas Cerebrais’, disse: “obstinação”. A própria empreendedora disse que é o entusiasmo, seu “super poder”.
  3. Conheça a sua fraqueza – A outra extremidade do espectro, é a chave para descobrir no que você não é tão bom assim. Não para fazer você se sentir mal – nem um pouco, mas para ajudá-lo a saber quem você deve contratar e com quem deve trabalhar junto para complementar seu conjunto de habilidades e quais as tarefas que deve delegar (para que você possa passar mais tempo trabalhando naquilo que é realmente bom).
  4. Aprenda a delegar – Ninguém pode fazer tudo, e, especialmente, enquanto você sobe a ‘escada da carreira’, você deverá saber a diferença entre as coisas que você deve gastar seu tempo e as coisas que não deve. E, talvez mais importante de tudo, ser capaz de confortavelmente e eficientemente delegar a terceiros – estagiários, colegas de trabalho, seu parceiro(a), a babá, etc.
  5. Conheça os aspectos não-negociáveis na sua carreiraVocê irá ter inúmeras oportunidades surgindo em sua vida, e não vai querer desperdiçar energia concordando com coisas que realmente não se alinham com o que você quer fazer. Então, seja realmente honesto consigo mesmo, sobre o que você quer e precisa da sua carreira, e depois faça uma lista dos aspectos não-negociáveis para usar como um guia na próxima vez que decidir por algo em sua carreira.
  6. Faça algo que te faça muito, mas muito orgulhoso de si – Se é ou não é algo que você vai ser reconhecido para sempre, algo que você ganhe para fazer, ou mesmo algo que você realmente quer fazer com sua vida, certifique-se de que você tem algo em seu currículo que, no fundo, você realmente se orgulhe.
  7. Aprenda de alguma coisa que não se orgulhe tanto – Nós iríamos adicionar “falhar em alguma coisa” a esta lista, mas isso é bobagem. Porque, vamos falar a verdade, todos nós já falhamos miseravelmente em um ponto ou outro. O que é mais importante? Aprender com o erro e levar essa lição com você de forma produtiva para a próxima fase de sua carreira.
  8. Expanda os seus limites – Você sabe que pode gerenciar uma reunião com 30 pessoas, mas e uma viagem de vários dias numa conferência com 100 pessoas? Isso pode estar esticando os limites de suas habilidades. Na verdade, este é exatamente o tipo de coisa que você deve tentar de vez em quando. Afinal, você nunca saberá o quanto é bom até dar um passo além do que está acostumado.
  9. Faça algo que realmente te assuste – Isso significa expandir seus limites um pouquinho mais – nós estamos falando sobre sair da sua zona de conforto aqui. Se isto significar falar em uma conferência, receber uma (grande) promoção, ou, até mesmo, escrever uma autobiografia, por que não tentar algo que te apavora pelo menos uma vez nos primeiros estágios de sua carreira? Como dizem por aí, grandes riscos podem levar a grandes recompensas.
  10. Sinta-se confortável ao receber um feedback – Hillary Clinton disse uma vez que o seu maior conselho para os jovens profissionais é: É importante saber receber críticas – e não levá-las para o lado pessoal.” Significado: Saber onde você não está atendendo às expectativas é a única maneira que você vai aprender e crescer como profissional, mas ao levar cada palavra para o coração é uma maneira rápida de esmagar a sua auto-estima. Então, ouça o conselho da Hillary, e comece a receber feedbacks como um profissional.
  11. Sinta-se a vontade para dar feedback – Se isso significa dizer ao seu chefe que aparecendo de hora em hora para monitorar o seu trabalho está destruindo o entusiasmo da equipe ou falar para o seu subordinado direto que chegar a reuniões dentro do horário estipulado é de fato, necessário, dar feedback é um fator necessário para se conseguir o que de fato precisa e ser um profissional feliz. Aprenda a como dar um feedback, preferencialmente, mais cedo do que tarde.
  12. Sinta-se a vontade em dizer NÃO – Por mais que tenha apenas três míseras letras, “não” parece ser uma das palavras mais difíceis a ser dita. Mas na verdade é extremamente importante para às nossas carreiras (e nossa sanidade!) aprendermos a usá-la e nos posicionar.
  13. Tenha uma rede ampla de pessoas em que possa confiar – Já dissemos isso antes e vamos dizer outra vez, o maior tesouro que você tem em sua carreira é a sua rede de colegas e, construir relacionamentos leva tempo, portanto comece agora.
  14. Tenha um pequeno grupo de conselheiros – Não estamos nos referindo a um mentor aqui – porque encontrar um bom mentor não tem dia ou hora certa, e existem muitas maneiras de ser bem sucedido sem ter um – mas ter um grupo de pessoas que possam lhe aconselhar sobre tudo, desde uma chefe terrível à uma visão de 180 graus da sua carreira, é incrivelmente importante. E sim, este grupo de pessoas pode incluir sua mãe.
  15. ’Limpe’ a sua presença online – Cada vez mais, o que aparece no Google e em seus perfis de redes sociais é a primeira impressão que alguém vai ter de você. Portanto, tenha o cuidado de ”polir” o seu perfil na internet! Altere a privacidade em fotos antigas ou questionáveis. Apague quaisquer comentários no Facebook ou Twitter que possam ser comprometedores. Pesquise seu nome no Google para certificar-se das coisas que aparecem sobre você.
  16. Aperfeiçoe o seu perfil do LinkedIn – Falando sobre as coisas que você quer aparecer no topo do Google, o seu perfil do LinkedIn é talvez o seu bem maior. Quando um cliente, futuro empregador, fornecedor ou um contato profissional estiver procurando você, adivinhe onde ele ou ela vai procurar? Isso mesmo, no LinkedIn. Portanto, verifique se o seu perfil está de acordo com a sua história.
  17. Tenha um portfólio de seus melhores trabalhos – Mesmo que se trate de uma coleção impressa de artigos, campanhas de marketing ou relatórios anuais que você trabalhou ou um site pessoal mostrando suas habilidades, ter um portfólio pronto irá tornar mais fácil você mostrar para o seu chefe (ou futuro chefe) o que você tem de melhor.
  18. Saiba como VENDER (a si mesmo ou qualquer outra coisa) – Sim, mesmo que nunca tenha imaginado uma carreira. A verdade é que, se você está dando uma idéia para seu chefe ou escrevendo uma carta de apresentação sobre o motivo de você ser o candidato perfeito para aquela vaga, você vai estar vendendo algo para alguém em algum ponto.
  19. Saiba como negociar – Porque, na maioria dos casos, é a única maneira de você conseguir obter o que deseja e merece. Se você nunca fez isso antes, nós recomendamos começar pequeno (pedindo ao seu chefe para, digamos, pagar por uma cara conferência), e atendendo a um webinar de uma hora que é recheado de recomendações práticas (e motivação).
  20. Saiba como gerenciar – É um grande equívoco as pessoas acharem que devem sorrir e aguentar as exigências de um superior, o estilo ou a forma dele fazer as coisas, sem considerar que talvez as suas exigências não sejam tão razoáveis assim. Na verdade, se tornar capaz de administrar situações como esta ou, comunicar-se com seu chefe e advogar pelo o que precisa ser feito para fazer melhor o seu trabalho é uma habilidade crucial.
  21. Saiba como enviar um ótimo e-mailVocê nunca deve enviar um e-mail em que não se sinta 100% satisfeito com ele (ou não se sentisse orgulhoso se o seu chefe lê-se). Portanto, verifique se você está realmente sendo cuidadoso com os emails profissionais enviados!
  22. Domine o seu aperto de mão – Isso parece bobagem, mas um aperto de mão é a maneira mais rápida de causar (ou quebrar) uma boa impressão. (Fato: Um importante CEO disse uma vez que quando ele teve que escolher entre dois candidatos com qualificações semelhantes, ele deu a vaga para o candidato com o melhor aperto de mão.).
  23. Encontre um sistema de ‘lista de tarefas’ que funciona para você – Se você precisa de sua lista de tarefas sincronizada em todos os seus dispositivos móveis ou você é mais do tipo que usa o papel e a caneta, comprometa-se a encontrar um modelo de ‘lista de tarefas’ que ajude você a gerenciar o seu fluxo de trabalho da melhor maneira possível. Sim, você pode alterar os métodos se mudar de emprego ou descobrir novos aplicativos no mercado, mas saber o que funciona e o que não funciona, e o que você gosta e não gosta, certifique-se que você sempre tem o que precisa em mãos para ser mais produtivo.
  24. Conheça os seus níveis de energia | e como usá-los – Não há nada pior (ou menos produtivo) do que tentar trabalhar quando você não está bem. Você não deve gastar o seu tempo desperdiçando horas ou forçar-se a trabalhar quando você está sem energia ou cansado. Então, procure respeitar e aceitar o seu corpo e disposição.
  25. Saiba quanto de sono você precisa e comprometa-se a atingir a sua quota diária – Esperamos que você tenha aprendido esta lição na faculdade, mas se não: O sono é importante. Se você precisa de sete ou nove horas diárias, saiba qual seu número, e obtenha-o regularmente. Sua saúde e carreira depende disso.
  26. Saiba como controlar o stress – O estresse pode realmente controlar e arruinar a sua vida, algo que você não quer que aconteça por muito tempo. Se o estresse é um problema para você, corte o mal pela raiz o quanto antes possível. Saiba como mitigar o estresse, mas se estiver realmente te atrapalhando, converse com um profissional que possa lhe ajudar.
  27. Pare de se desculpar em excesso – Você pode pensar que você está sendo educado ou reforçando a sua reputação, mas se desculpar muito, especialmente para as pequenas coisas ou coisas fora de seu controle, pode inadvertidamente insinuar dúvidas perante suas habilidades e rebaixar o seu profissionalismo. Certifique-se de que você está guardando suas desculpas para quando estiver realmente precisando e não quando o seu colega de trabalho lhe pede para voltar um slide na sua apresentação.
  28. Supere a síndrome do impostor [Achar que está usurpando o lugar de alguém por não se achar capaz de estar onde está] – Se você está apenas começando em uma nova área ou vem subindo a escada da promoção da sua empresa desde a sua faculdade, a síndrome do impostor pode atrapalhar qualquer profissional. Mas a verdade é que ela está prejudicando a sua carreira (para não mencionar a sua auto-estima). Aqui está o porquê – e aqui estão algumas maneiras de superar este sentimento de fraude e de começar a se sentir bem daqui pra frente.
  29. Tenha um plano de carreira de emergênciaO que você faria se você fosse despedido amanhã? Se você não tem uma resposta (ou a sua resposta é “Enlouquecer! Pânico!”), é hora de avançar com um plano de emergência de carreira. Uma crise, tais como ser desligado ou a sua empresa ir por água abaixo, não é algo que você queira imaginar, mas se acontecesse, não seria melhor você ter um plano de ação pronto do que sair correndo por aí como um doido tentando fazer com que alguém lhe contrate?
  30. Pegue um projeto paralelo – Sempre quis saber como você se sairia dando consultoria? Pensou em abrir uma loja ou restauração e venda de carros antigos? Experimente. Na melhor das hipóteses, você vai encontrar uma nova carreira ou fonte de renda, e, no mínimo, você vai ter alguma variedade no seu dia a dia.
  31. Invista na sua aposentadoria – Nós sabemos que nos estágios iniciais de nossas carreiras, pode ser difícil desembolsar algo do nosso precioso salário. Mas poupar dinheiro demanda tempo, então começar cedo significa ter exponencialmente mais dinheiro em seus últimos anos – para, quem sabe, viver em cima de um barco tomando drinks o dia inteiro.
  32. Invista em você mesmo – O mundo do trabalho de hoje em dia está mudando mais rápido do que nunca, e para permanecer no topo, é importante continuar aprendendo novas habilidades. E isso não significa ter que fazer uma nova faculdade [talvez sim].
  33. Invista no mundo – Seja voluntariando suas habilidades para uma organização sem fins lucrativos [Torne-se um MTAC] em necessidade ou aconselhando um colega menos experiente [Torne-se um voluntário na Comunidade], algumas coisas por menores que pareçam podem lhe fazer sentir melhor do que até mesmo dar a volta ao mundo.
  34. Saiba o que você não querVocê não tem que saber o que você quer ser quando tiver 35 (ou, talvez 95). Mas, supondo que queira ter um emprego e uma carreira que você ama, é importante pelo menos, ficar pensando a respeito – se não perseguindo seus sonhos constantemente. E, muitas vezes, o primeiro passo para saber o que você quer está eliminando o que você não quer. Não quer um chefe mandão? Ser um vendedor? Um gestor? Ótimo. Elimine algumas opções, e estará pelo menos, chegando mais perto de uma conclusão.
  35. Dê a si mesmo a permissão de correr atrás do que te faz bem – Ah, e se você sabe exatamente o que você quer? Comece dando passos em direção aos seus objetivos. Sim, carreiras são longas, mas por que gastar mais um dia fazendo o que não gosta? Você tem a nossa permissão. Esperamos que você tenha a sua também.”

(Fonte: Daily Muse | Tradução: Natacha Castilho)


Espero poder ajudar! Leio esse artigo periodicamente para não esquecer com a rotina de seguir adiante e me tornar um profissional bem sucedido.

Anúncios