Realizando Migração de Servidor

Neste post você irá aprender a realizar migração de servidores do Microsoft Datazen através de restore em um servidor diferente do servidor do backup. Isto será util em situações onde você necessite escalar de um servidor Não Distribuído para um Distribuído (por aumento de acessos simultâneos e/ou concorrentes), quando você quiser emergencialmente disponibilizar uma nova instancia de datazen por problemas (disaster recovery) ou mesmo caso você precise trabalhar com várias instancias (Desenvolvimento, Homologação e Produção).


Como vimos no post Datazen Beginging – Parte 3 o Datazen disponibilizada uma chave de criptografia e um ID da instancia no momento da instalação que é gerada automaticamente pelo executável.

Dessa maneira, caso você execute uma nova instalação do Datazen um outro servidor, tanto o Instance ID quanto o Encryption Key de ambas instancias serão divergentes. Dessa maneira será necessário que você FORCE o instalador do Datazen a utilizar a mesma Instance ID e Encription Key do Servidor do qual retirou o backup. Dessa maneira, será possível realizar o restore desde conteúdo neste novo servidor.


Utilizaremos um servidor com Windows Server 2012 R2 (SRV-01), todos os pré requisitos para instalação da ferramenta configurados e o Microsoft Datazen instalado (para mais informações consulte os posts Datazen Beginging – Parte 2 e Datazen Beginging – Parte 3 da série Report Services 2016 / Datazen – Beginging). Retirei o backup deste servidor seguindo o post Datazen Beginning – Parte 12.

Feito isso, para demonstração, irei utilizar uma nova máquina, também com o Windows Server 2012 R2, configurada com os pré requisitos de instalação mas que ainda não possui o Datazen instalado (SRV-02).

Ao invés de você executar o instalador do datazen do modo comum (dando dois cliques) você irá chamá-lo através do prompt de comando da seguinte maneira:

<diretório_onde_está_o_instalador>\Datazen.Enterprise.Server.3.0.3327.exe DATAZEN_INSTANCE_ID=[id_instancia_original_backup] DATAZEN_ENCRYPTION_KEY=[chave_instancia_original_backup]

Os parâmetros DATAZEN_INSTANCE_ID e DATAZEN_ENCRYPTION_KEY irão obrigar o instalador a usar o id e chave que foram passadas como parâmetro ao invés de gerar isso em tempo de execução. 

Execute normalmente toda a instalação (de preferência usando os mesmos usuários de serviço para o Core Service e Data Acquisition Services que foram usados na instalação da instancia da qual o backup advêm).

Dessa forma SRV-01 e 0 SRV-02 serão espelhos

De posse do backup retirado da instancia do Datazen localizada no SRV-01, dentro do SRV-02 execute os seguintes comandos:

net stop datazen

Após ter parado o server, navegue até o diretório do Core Services. Use o comando abaixo caso tenha feito a instalação no diretório padrão:

cd "<diretório_instalação_datazen>\service"

Delete a pasta denominada Data que guarda as informações do Core Services. Use o seguinte comando:

rmdir /S /Q Data

Recrie o diretório Data (ele estará limpo):

mkdir Data

Agora realize o restore do backup que fora retirado no servidor SRV-01 usando o seguinte comando:

Raven.Server.exe -restore -src <diretório_do_backup> -dest Data

Espere pela mensagem “Esent Restore: Restore Complete“. Após isso, execute o comando abaixo para compactar os indices do Datazen, evitando assim fragmentações: 

esentutl /d Data\Data

Espere a operação concluir e após isso execute o comando abaixo que faz o reset de todos os índices do Core Services.

Datazen.Server.Service.exe /console /resetindexes /shutdown

Agora reinicie o servidor do Datazen com comando abaixo.

net start datazen

Se executado de maneira correta, será possível realizar restore do backup do servidor SRV-01 no datazen localizado no SRV-02 e vise-versa. 

Espero poder ajudá-los! 

Anúncios

Datazen’s Tips – Parte 4

Recentemente recebi um email de um leitor me questionando a respeito das configurações de SMTP para envio de email através do Datazen Server.

Este post irá explicar como efetuar essa configuração após a instalação do Datazen com a configuração default.


Primeiramente saiba quais as configurações do servidor SMTP que serão usadas para envio de email através do Datazen Server.

Supondo que o serviço necessite de um usuário e senha para autenticação, teremos o seguinte:

  • SMTP Server = smtp.arthurluz.com.br
  • Port = 457
  • User Name = arthur.luz
  • Password = wordpress#arthurluz

Agora, antes de realizar a configuração, será necessário parar o serviço do Datazen. Para isso use o comando abaixo:

net stop datazen

Feito isso, navegue até o seguinte diretório: <Diretório de Instalação>/controlpainel. Abra o arquivo Web.config.

Dentro deste arquivo, busque a tag <mailSettings>.

Altere o conteúdo da tag com o seguinte código:

<mailSettings>
 <smtp from="datazen@arthurluz.com.br">
 <network defaultCredentials="false" host="smtp.arthurluz.com.br" port="457" 
 userName="arthur.luz" password="wordpress#arthurluz"/>
 </smtp>
 </mailSettings>

Agora, no cmd, navegue até o diretório de instalação do Datazen  conforme abaixo:

cd "<Diretório de Instalação>\service"

Execute o comando de reset Index usando o código abaixo.

Datazen.Server.Service.exe /console /resetindexes /shutdown

Feito isso, reinicie o servidor do Datazen usando o comando a seguir:

net start datazen

Pronto, agora será possível executar envios de emails através do Datazen Server.


Uma outra dica importante é que é possível alterar o título e conteúdo do email dentro da aba Email Templates. Por default, tanto os títulos quanto os conteúdos dos emails vem em Inglês.

post

Espero por ajuda-los!

Datazen Beginning – Parte 12

Este é o último post da Série Datazen Beginning. Nesta etapa você aprenderá sobre algumas funções administrativas do Microsoft Datazen.


Backup 

Ao se conectar no Painel de Controle do Datazen Enterprise Server como Admin, na Aba Backup será possível realizar a cópia de segurança de duas formas:

  1. Avulsa – Backup realizado sobre demanda conforme a necessidade e armazenado em um diretório escolhido.

01

            2. Agendada – Backup realizado de maneira agendada. Dessa maneira ele                   será realizado sempre conforme o range informado.

02


Restore

O backup que foi realizado não é formado por somente um arquivo, mas sim por um conjunto de arquivos e diretórios.

03

Infelizmente, não é possível realizar graficamente o restore do backup executado. Para isso, você precisará executar via cmd um conjunto de comandos.

Primeiramente, conecte no cmd como Administrador;

Após isso, pare a execução do serviço do Datazen com o seguinte comando:

net stop datazen

Navegue até o diretório do Core Services. Use o comando abaixo caso tenha feito a instalação no diretório padrão:

cd "c:\Program Files\Datazen Enterprise Server\service"

Delete a pasta denominada Data que guarda as informações do Core Services. Use o seguinte comando:

rmdir /S /Q Data

Recrie o diretório Data (ele estará limpo):

mkdir Data

Agora realize o restore usando o seguinte comando:

Raven.Server.exe -restore -src <Diretório do Backup> -dest Data

Espere pela mensagem “Esent Restore: Restore Complete“. Após isso, reinicie o serviço do Datazen com o comando abaixo:

net start datazen

Manutenção do Repositório do Core Services

Caso o número de objetos dentro do Datazen Core Services diminua com o tempo de uso da ferramenta (Exclusão de usuários, eliminação de Dashboards e KPIs, mudança de Data view Personalizado para não personalizado) o repositório pode ficar “fragmentado” – Realizando uma analogia ao que conhecemos como fragmentação de índices dentro do SQL Server.

Para resolver esse problema, é necessário que um comando de compactação seja realizado (Semelhante ao Reorganize do SQL Server).

Primeiramente, conecte no cmd como Administrador;

Após isso, pare a execução do serviço do Datazen com o seguinte comando:

net stop datazen

Navegue até o diretório do Core Services. Use o comando abaixo caso tenha feito a instalação no diretório padrão:

cd "c:\Program Files\Datazen Enterprise Server\service"

Agora, execute o comando abaixo para realizar a compactação do repositório do Core Services:

esentutl /d Data\Data

Espere a operação concluir e após isso, reinicie o serviço do Datazen com o comando abaixo:

net start datazen

Reset Index

Em raras ocasiões, é possível que os índices do Datazen Core Service estejam danificado ou não-responsivos, levando a erros.

É possível, então, resolver a esse problema com o reset dos índices do Core Services.

Falei sobre este tópico no post Datazen Tip’s – Parte 1 como resolução de um erro que encontrei na criação de usuários.

Primeiramente, conecte no cmd como Administrador;

Após isso, execute o seguinte comando para parar a o servidor do Datazen.

net stop datazen

Feito isso, navegue até a pasta onde o Datazen Core Service está instalado (o comando abaixo está apontando para a pasta padrão de instalação).

cd "c:\Program Files\Datazen Enterprise Server\service"

Após isso execute o comando abaixo que faz o reset de todos os índices do Core Services.

Datazen.Server.Service.exe /console /resetindexes /shutdown

Agora reinicie o servidor do Datazen com comando abaixo.

net start datazen

Com este post, a Série Datazen Beginning está finalizada. Espero que vocês possam aproveitar ao máximo da Ferramenta que é, simplesmente, fantástica.

Datazen Beginning – Parte 11

Neste post da série Datazen Beginning você irá aprender sobre a Adminitração de segurança de Dashboard, Data Sources, KPIs e Painel de Atividades dentro do Painel de Administração do Datazen Server.


No post anterior da série – Parte 10 – você aprendeu como criar e publicar Deshboards usando o Datazen Publisher e na Parte 6 você aprendeu sobre a construção de KPIs dentro do Painel de Administração do Datazen Server.

Nesta etapa você entenderá como funcionam as opções e níveis de segurança dentro do Microsoft Datazen.


Primeiramente é necessário que você compreenda os níveis de segurança dentro da ferramenta. Observe a imagem abaixo:

01

É possível que um Usuário – ou Grupo de Usuários – do Core Services tenha acesso, dentro de cada Hub, a:

Um ou mais grupos de Dashboards:

02

Um ou mais Dashboards expecíficos (independente do grupo do qual faça parte):

03

Um ou mais grupos de KPIs:

04

Um ou mais Data Connections:

05

Painel de Atividades dos Dashboards e KPIs:

06


Agora vamos ver como administrar permissões a Dashboards, KPIs, Data Connections e Painel de Atividades dentro do Painel de Administração do Datazen Server.

Acesse o Control Painel como Admin, crie um novo usuário na aba Server Users e defina a senha para ele através do link que será gerado – Para mais informações, acesso a Parte 4 do conjunto de posts.

É possível que um usuário do Datazen Server tenha acesso a um ou mais Hubs em três níveis apenas um nível por Hub:

  1. Somente visualização – Essa permissão é concedida quando o usuário é adicionado ao Hub;
  2. Publisher – Com essa permissão o usuário pode criar e publicar Dashboads dentro do Hub. Ela é concedida marcando o Check box Publisher quando dado o acesso ao usuário dentro do Hub;
  3. Owner – Com esse nível de permissionamento o usuário poderá acessar o painel de Controle do Hub, criar KPIs, dar ou retirar acesso de outros usuários, excluir objetos, etc.

Observação – O nível de permissão Owner do Hub só poderá ser concedido pelo Administrador do Datazen pois isso somente é possível editando o Hub.

Agora acesse a aba Users das opções de configuração do Hub Adventure Works. Adicione o usuário que acabou de criar ao Hub e marque o check box Publisher.

Observação 2 – Caso você queira retirar o acesso de um usuário a um Hub basta, dentro da aba Users, Clicar no botão de exclusão do canto direito do registro desse usuário específico. Mas isso somente será possível se ele não for um dos Owners do Hub. Se for, você precisará antes retirar a permissão de Owner desse User.

Entendido isso, o funcionamento do controle de permissões de usuários dentro da ferramenta é bastante simples.

Você pode criar grupos de usuários na aba User Groups dentro de cada Hub e adicionar os usuários que já fazem parte do Hub dentro desses grupos. Dessa maneira, poderá atribuir permissões de forma macro.

07

Na aba Permissions será possível você perceber as quatro possibilidades de permissionamento que citei acima.

08

É possível que você conceda permissão a nível de Grupo de Dashboard ou a nível de Dashboard mudando a seleção Dashboards & Dashboard Groups. É possível também conceder essa permissão a nível de usuário ou de grupo de usuários mudando a seleção Set permissions for:.

Em Data Sources e KPIs funciona de forma semelhante que na aba Dashboards, exceto pelo fato de que não é possível dar permissão a um objeto de nível inferior a Grupo de KPIs ou Data Connections.

Ou seja, caso você queira que um usuário acesse somente um KPIs ou um Data View específico, terá de criar um grupo de KPIs ou um Data Connection específico para ele.

Outro ponto interessante a ser observado com relação à segurança do Datazen é o o painel de atividades. É possível que os usuários interajam através dos aplicativos Datazen Viewer discutindo e dando opinião acerca dos dados apresentados em casa um dos objetos do Datazen Server (Dashboards e KPIs).

10

Os acesso podem ser concedidos a um usuário específico ou grupo de usuários de três maneiras:

  1. No Access – O usuário não terá acesso a nenhuma das informações do painel de atividades;
  2. Read Only – O usuário poderá somente ler os comentários do painel de atividades;
  3. Full Access – O usuário poderá interagir com os demais usuários, não somente lendo, mas também comentando dentro do Painel.

09


O próximo post será o ultimo da série Datazen Beginning. Nele você aprenderá sobre algumas funções administrativas do Datazen Enterprise Server.

Criando Branding’s customizados

Neste post você irá aprender a customizar o seu Datazen Viewer e Datazen Publisher de modo a apresentar para os usuários a logo e cores da empresa, por Servidor ou por Hub.

Obs – Para que seja possível o entendimento desde conteúdo, aconselho que você leia anteriormente o conjunto de posts Datazen Beginning.


A tela de todos os Viewers, sejam eles mobile ou web, vêm por default com a logo, background e cores relacionadas ao Datazen.

Captura de Tela 2015-11-10 às 14.40.44

Importante – Para que seja possível efetuar essa alteração, a não ser que você tenha um bom conhecimento de designer, será necessário da ajuda do profissional de Web Designer da sua instituição.

zip_256Efetue o download do arquivo ao lado, descompacte-o e substitua as logos do Datazen pelas logos de sua instituição. Caso queira poderá também alterar as propriedades dos arquivos .css, .html e .json.

É MUITO IMPORTANTE que você se atente ao seguinte:

  1. TODOS os arquivos devem permanecer com os MESMOS NOMES. Caso você altere algum dos nomes dos arquivos, ao fazer o upload do branding, o serviço interno do Datazen irá dar um erro e você não conseguirá excluir esse brand do Server ou Hub e muito menos excluir o Hub (se for o caso). Até agora, a única solução que encontrei pra esse problema foi reinstalar todo o serviço;
  2.  Você só poderá ter um branding customizado por Hub e apenas um por Server.

Feito as alterações, você precisará recompactar todos os arquivos (um total de 64) em um arquivo .zip. Esse arquivo .zip pode ser renomeado de acordo com sua intenção.

Após o arquivo .zip criado será necessário realizar o seu upload no painel de controle. Basta ir na aba do Painel de Administração denominada Branding.

Captura de Tela 2015-11-10 às 15.01.41Caso você queira realizar o upload do branding criado dentro do Server, ele poderá ser utilizado em todos os hubs, tanto os existentes quanto os que podem vir a ser criados. Você pode também realizar o upload por Hub.

Depois de realizado o upload é possível também realizar a exclusão ou o Download do pacote .zip de arquivos.

Captura de Tela 2015-11-10 às 16.04.40

Uma outra questão a ser observada é que, caso você use um Branding customizado por Hub, caso um usuário tenha acesso a mais de um Hub, será necessário que seja selecionado o Branding de um dos Hubs dos quais ele tem acesso para ser visualizado.


Para mostrar o Hub customizado nos aplicativos Viewers, caso isso não ocorra por default, Você precisará clicar com o botão direito dentro do background do app e selecionar a opção Manage.

01

Feito isso, acesse a aba Branding e escolha o Brand personalizado que deseja utilizar.

02


Segue um exemplo de um dos clientes os qual já implementei a ferramenta.

03 (1)

 

 

Report Services 2016 / Datazen Beginning – Parte 9

Neste post da série você irá aprender sobre os tipos Data Views e tempos de execução de Dashboards (Dashboards Runtime) disponíveis na nova ferramenta de analises de dados da Microsoft, o Datazen.


Para que seja possível entender bem como funcionam as formas de runtime dentro do Microsoft Datazen, é preciso que voltemos um pouco, para os Data Views.

Existem três tipos de Data Views que podem ser desenvolvidos dentro do Microsoft Datazen. Você verá cada um deles antes de aprender sobre os tempos de execução.

Captura de Tela 2015-10-15 às 23.43.11Real Time Data View

Esse tipo de Data View usa o Datazen Acquisition Services em tempo de visualização para ir até a fonte de dados e carregá-los para a camada de apresentação (Dashboards ou KPIs).

Ele é ativado quando dentro da criação do View você seleciona em Refresh Frequency a opção Real-Time.

 

Captura de Tela 2015-10-15 às 23.46.48Cached Data View

Esse outro tipo de visualização de dados, diferente do Real time, utiliza o Serviço de Aquisição de Dados do Datazen para ir até a origem de dados de tempos em tempos e guardá-los em cache.

Você habilita essa opção ao configurar um período de tempo dentro da configuração Refresh Frequency na criação do Data View.

 

Captura de Tela 2015-10-15 às 23.50.30Personalized Data View

Esse tipo de Data View é bem parecido com o Real Time, porém, ao invés de ir à fonte de dados e buscar para a visualização o conjunto completo de registros, ele busca esse resultado da origem com base em parâmetros que são fornecidos.

Esse tipo de View é configurado quando você seleciona a opção Real-Time em Refresh Frequency e Define parâmetros (A possibilidade de definição de parâmetros só é disponibilizada quando você usa o Real-Time).


Agora que você entende como os Views são configurados podemos falar sobre os três tempos de execução, ou Dashboards Runtime, dentro do Microsoft Datazen.


Captura de Tela 2015-10-15 às 23.56.53

Nesse tipo de Dashboard Runtime os dados estão em cache, dentro do Datazen Server. Os navegadores buscam esses dados online do servidor e os agregam. Esse novo conjunto de dados agregado é usado pelas visualizações.

Captura de Tela 2015-11-06 às 17.11.21Nesse tipo de Dashboard Runtime os dados estão em cache dentro do dispositivo (por esse motivo a nomenclatura Dados Incorporados). Os navegadores utilizam esses dados e os agregam. Esse novo conjunto de dados agregado é usado pelas visualizações. Isso tudo acontece Offline.

Captura de Tela 2015-11-06 às 17.11.34

Nesse tipo de tempo de execução é necessário estar online. no Load on Demand, o Datazen consome um Personalized Data View dentro das visualizações. O parâmetro necessário para execução desse Data View é fornecido pelos navegadores. O Data Acquisition Services, depois da disponibilização do parâmetro, vai até a base de dados para recuperar os registros. Esse trabalho é realizado todas as vezes que um novo parâmetro é escolhido nos navegadores.


No próximo post você irá aprender a criar Dashboards na prática dentro do Datazen Publisher e publicá-los dentro do Datazen Enterprise Server.

 

Report Services 2016 / Datazen Beginning – Parte 8

Neste post da série você irá aprender sobre os tipos de componentes gráficos que estão disponíveis para desenvolvimento de Dashboards dentro da ferramenta Datazen Publisher.


Na Parte 7 do conjunto de posts você conheceu a ferramenta usada para criação e publicação de Dashboards do Microsoft Datazen, o Datazen Publisher.

Nesta etapa, você irá conhecer mais sobre a interface gráfica da ferramenta entendendo o funcionamento de cada um dos tipos de componentes localizados na aba Layout View.


Captura de Tela 2015-11-06 às 16.31.55 Os Navegadores são responsáveis por filtrar os dados apresentados nas demais visualizações. O Time Navigator é usado para Tempo e o Scorecard Grid e Selection List para seleção de um filtro específico.


Captura de Tela 2015-11-06 às 16.32.03Os Gauges são nada mais que KPIs dentro de um Dashboard. É possível fazer análises de números, relacionando-os com valores de comparação e verificar graficamente, através das cores ou dos ponteiros esse resultado (Para saber mais sobre KPIs veja a Parte 6).

Captura de Tela 2015-11-06 às 16.32.21

Os Charts são interfaces para construção de análises gráficas. É possível configurá-los com base em um tempo, em categorias os totalizadores.

Você pode também utilizar gráficos para efetuar comparações de valores. São os Comparison Charts.


Captura de Tela 2015-11-06 às 16.32.30Os Maps são usados para configuração de análises geográficas. Um ponto positivo é que você não precisa ter em sua base dimensional dados geográficos. O Datazen configura os mapas com base nos nomes das regiões.


Captura de Tela 2015-11-06 às 16.32.40

Os Data Grids são tabelas analíticas que mostram os dados propostos de forma tabular. É possível criar indicadores e gráficos por resultado dentro de um Data Grid usando os Indicator e Chart DataGrid.


No próximo post da série você aprenderá mais sobre os Dashboards Runtime e também sobre os tipos de Data Views que podem ser criados através do Datazen Enterprise Server.