Report Services 2016 / Datazen Beginning – Parte 9

Neste post da série você irá aprender sobre os tipos Data Views e tempos de execução de Dashboards (Dashboards Runtime) disponíveis na nova ferramenta de analises de dados da Microsoft, o Datazen.


Para que seja possível entender bem como funcionam as formas de runtime dentro do Microsoft Datazen, é preciso que voltemos um pouco, para os Data Views.

Existem três tipos de Data Views que podem ser desenvolvidos dentro do Microsoft Datazen. Você verá cada um deles antes de aprender sobre os tempos de execução.

Captura de Tela 2015-10-15 às 23.43.11Real Time Data View

Esse tipo de Data View usa o Datazen Acquisition Services em tempo de visualização para ir até a fonte de dados e carregá-los para a camada de apresentação (Dashboards ou KPIs).

Ele é ativado quando dentro da criação do View você seleciona em Refresh Frequency a opção Real-Time.

 

Captura de Tela 2015-10-15 às 23.46.48Cached Data View

Esse outro tipo de visualização de dados, diferente do Real time, utiliza o Serviço de Aquisição de Dados do Datazen para ir até a origem de dados de tempos em tempos e guardá-los em cache.

Você habilita essa opção ao configurar um período de tempo dentro da configuração Refresh Frequency na criação do Data View.

 

Captura de Tela 2015-10-15 às 23.50.30Personalized Data View

Esse tipo de Data View é bem parecido com o Real Time, porém, ao invés de ir à fonte de dados e buscar para a visualização o conjunto completo de registros, ele busca esse resultado da origem com base em parâmetros que são fornecidos.

Esse tipo de View é configurado quando você seleciona a opção Real-Time em Refresh Frequency e Define parâmetros (A possibilidade de definição de parâmetros só é disponibilizada quando você usa o Real-Time).


Agora que você entende como os Views são configurados podemos falar sobre os três tempos de execução, ou Dashboards Runtime, dentro do Microsoft Datazen.


Captura de Tela 2015-10-15 às 23.56.53

Nesse tipo de Dashboard Runtime os dados estão em cache, dentro do Datazen Server. Os navegadores buscam esses dados online do servidor e os agregam. Esse novo conjunto de dados agregado é usado pelas visualizações.

Captura de Tela 2015-11-06 às 17.11.21Nesse tipo de Dashboard Runtime os dados estão em cache dentro do dispositivo (por esse motivo a nomenclatura Dados Incorporados). Os navegadores utilizam esses dados e os agregam. Esse novo conjunto de dados agregado é usado pelas visualizações. Isso tudo acontece Offline.

Captura de Tela 2015-11-06 às 17.11.34

Nesse tipo de tempo de execução é necessário estar online. no Load on Demand, o Datazen consome um Personalized Data View dentro das visualizações. O parâmetro necessário para execução desse Data View é fornecido pelos navegadores. O Data Acquisition Services, depois da disponibilização do parâmetro, vai até a base de dados para recuperar os registros. Esse trabalho é realizado todas as vezes que um novo parâmetro é escolhido nos navegadores.


No próximo post você irá aprender a criar Dashboards na prática dentro do Datazen Publisher e publicá-los dentro do Datazen Enterprise Server.

 

Anúncios

4 comentários sobre “Report Services 2016 / Datazen Beginning – Parte 9

  1. Igor

    Mexendo em um dashboard com informações de uma planilha do Excel(via datazen) eu não consigo editar para o datazen enxergar a coluna da data como do tipo data no datazen. você sabe me dizer qual é a formatação que o datazen precisa pra na hora que eu importar dados da planilha do excel ele enxergar aquela coluna como data/hora?

    Curtir

  2. olá Igor!

    Desculpa a demora para te responder. Mas esses últimos dias foram MUITO corridos para mim! hehehe

    Mas vamos lá!

    Eis a baixo as considerações necessárias para criação de Views a partir de um excel:

    O que você deve fazer

    1) Use o Excel 2007 ou superior;
    2) Usar um worksheet por conjunto de dados;
    3) Ter um cabeçalho por coluna na primeira linha;
    4) Manter tipos de dados consistentes (para isso, formate os dados);
    5) Ao usar formulas, manter assegurado que toda a coluna está utilizando a mesma formula para todas as tuplas;
    6) O arquivo deve ser salvo com a extensão XLSX.

    O que você não pode fazer

    1) Usar o Excel 2003 ou anterior;
    2) Incluir imagens, gráficos ou tabelas dinâmicas;
    3) Manter o arquivo aberto durante a importação para o Datazen;
    4) Formatar números manualmente adicionando moedas ou outros símbolos;
    5) Salvar o arquivo com a extensão XLS;

    Grande abraço! Qualquer coisa estou aqui! 🙂

    Curtir

  3. Pingback: Datazen Beginning – Parte 10 – Arthur Luz | Data's Light

  4. Pingback: Report Services 2016 / Datazen Beginning – Parte 13 – Arthur Luz | Data's Light

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s