Datazen Beginning – Parte 5

Nest post da série Datazen Beginning, você aprenderá como criar Data Sources para capturar os dados a serem usados nos Dashboards e KPIs da ferramenta Microsoft Datazen.


Os Data Sources são criados dentro do painel de controle do Datazen Enterprise Server.

Captura de Tela 2015-09-16 às 10.55.39

Para que um Data Source possa ser criado, antes de mais nada é necessário ter, pelo menos um User e um Hub criado. Cada Data Source faz parte de um Hub e somente o owner do Hub é capaz de criá-lo. Para que outros usuários tenham acesso ao Data Source é necessário acessar as configurações de permissionamento, como fora dito no post anterior – Datazen Beginning – Parte 4.


Antes que possamos realmente criar um Data Source no painel de controle, é necessário que você aprenda e entenda algumas coisas a disso.

Existem vários tipos de conexões que são possíveis dentro do Microsoft Datazen. como exemplo de algumas delas temos:

  1. Microsoft SQL Server;
  2. Microsoft Analysis Services;
  3. Microsoft SharePoint List;
  4. Microsoft Azure SQL Database;
  5. Microsoft Excel;
  6. Oracle (ODBC e OLE DB);
  7. MySQL ODBC;
  8. PostgreSQL (ODBC e OLE DB);

Caso você queira saber todas as possibilidades de conexões, acesse a página 68 da documentação oficial do Microsoft Datazen.


Ao entrar na opção Data Source dentro do Painel de Administração do Datazen você verá que é possível criar Pastas para organizar os Data Sources ou, caso você possua somente uma conexão ou mesmo não queira criar pastas, poderá criar um Data Connection diretamente.

Captura de Tela 2015-09-16 às 11.41.57

Para criar uma nova conexão basta clicar em New Data Connection. Será aberta uma janela com algumas configurações. Em Data Provider será possível selecionar o provedor de dados (se será um banco de dados SQL Server, Oracle, MySQL ou mesmo Uma base de dados no Azure ou uma lista no SharePoint).

Captura de Tela 2015-09-16 às 11.43.25

Para cada tipo de conexão você terá configurações diferentes.

Eu irei usar para demonstração o banco de dados AdventureWorksDW2014 no SQL Server 2014. Selecione a opção e após isso nomeie a conexão. Chamarei de Adventure Works DW.

Em Properties configure o seguinte:

  • Data Source – o IP ou DNS de conexão. Se seu banco de dados SQL Server estiver na mesma Instância do Server do Datazen, ponha localhost;
  • Initial Catalog – Ponha o nome da Base de Dados. No meu caso, AdventureWorksDW2014;
  • User ID – Coloque o nome do Usuário com o qual irá se conectar à base de dados. No meu caso será arthur.luz;
  • Password – Senha do User que fora diponibilizado na opção de User ID;
  • O checkbox Integrated Security é utilizada para que você se conecte à origem através do User responsável pela conta de Serviço do Core Service (Essa é a conta que você usou na quarta janela de instalação do Datazen (veja na Parte 3 do conjunto de posts) . Já o checkbox Encrypt é usada caso você possua criptografia de dados na sua origem (TDE no SQL Server, por exemplo). Deixe-as desmarcadas.

Sua tela ficará assim:

Captura de Tela 2015-09-16 às 11.52.10

Teste a conexão e, se ok, Clique em Next. Na proxima tela, será possível dar permissões para usuários ou grupos de usuários àquele Data Source que você está criando. 

Captura de Tela 2015-09-16 às 12.53.37

Apenas finalize a criação do Data Source. 


Após criada a conexão é necessário que você crie os Data Views que nada mais são que visualizações tabulares criadas a partir do Data Source na fonte de dados.

Os Data Views podem estar ligados ao Servidor do Datazen (Core Service), podendo ser acessado de qualquer máquina com o Datazen Publisher instalado, ou estar localmente (no caso de planilhas do Excel), dentro da máquina na qual o Dashboard ou KPI está sendo criado.

Um dos Serviços que foi instalado, chamado Data Acquisition Service (veja mais sobre os Serviços na Parte 3 do conjunto de posts), é responsável por capturar periodicamente os dados na fonte e guardá-los em cache (memória).

Você pode criar Data Views configurando esse serviço de três formas distintas. São elas:

  1. Cached Data Views – Nessa opção, ao criar o data view, você configura de quanto em quanto tempo o Serviço irá à origem para capturar os dados;
  2. Real Time Data Views – Se você selecionar essa opção, cada vez que o Dashboard for aberto, o serviço de aquisição vai até a fonte dos dados buscá-los;
  3. Parameterized Data Views – Essa opção é indicada quando você tem uma grande volumetria de dados sendo retornados através do Data View. A ideia aqui é você criar um parâmetro que filtre a busca de dados real time.

Para criar um Data View, clique no Data Connection que você acabou de criar. 

Captura de Tela 2015-09-16 às 12.58.32

Na nova tela que será aberta, clique em New Data View. Uma nova aba será aberta.

Captura de Tela 2015-09-16 às 13.01.51

Você terá as opções:

  • Data View Name – Nome que vecê dará à visualização tabular que está criando;
  • Refresh Frequency – Usada para trabalhar com os três tipos de atuações do Serviço de Aquisição de dados (Cached Data Views, Real Time Data Views e Parameterized Data Views);

Captura de Tela 2015-09-16 às 13.02.21

  • Allow Client Data Caching – Usada para que seja possível armazenar as visualizações em Cache no Aplicativo Client. Ou seja, as visualizações ficarão armazenadas dentro dos dispositivos móveis, por exemplo, para que seja possível o acesso aos dados Offline;
  • Personalize for each member – Todas as opções de Data Views (exceto as provenientes do Excel) podem ser personalizadas com base no usuário a acessá-la. O contexto do usuário é passado através de vários métodos, dependendo do tipo de data view. Essa opção é usada para para capturar o usuário que está acessando uma exibição. O nome é fornecido como Token para ser incluído no método de consultas;
  • Data View Query – Usada para que você coloque sua query, seja ela, SQL, MDX, XML ou outras;

Caso você selecione a opção Real Time dentro da configuração Refresh Frequency será possibilitado a você que determine parâmetros para o Data View. Ao clicar na opção Define Parameters uma nova janela irá abrir.

Captura de Tela 2015-09-16 às 13.03.14

Agora basta que você nomeie o parâmetro, encolha seu tipo e insira um valor Default (caso queira).

Assim como no Report Service, esse parâmetro é usado dentro da query, como um filtro. Veja abaixo.

 
SELECT FirstName 
FROM DimCustomer 
WHERE FirstName = '{{ @Nome }}'

Observação: É realmente necessário que as chaves sejam repetidas duas vezes entre aspas e que o parâmetro possua um espaço entre as chaves de abertura e fechamento. Caso não seja feito dessa maneira, você terá um erro.


Para que possamos criar um Data View, irei usar uma query que tratá todas as compras online realizadas por cada cliente no banco Adventure Works.

SELECT dc.FirstName + ' ' 
       + CASE WHEN MiddleName IS NULL THEN '' 
          ELSE MiddleName END + ' ' 
       + dc.LastName AS FullName, 
       dc.Gender, 
       dc.BirthDate, 
       dc.Phone, 
       dc.AddressLine1, 
       dp.EnglishProductName, 
       dp.EnglishDescription, 
       dst.SalesTerritoryCountry, 
       dst.SalesTerritoryRegion, 
       dod.CalendarYear, 
       dod.EnglishMonthName, 
       dod.FullDateAlternateKey, 
       f.SalesAmount, 
       f.UnitPrice 
FROM FactInternetSales f 
JOIN DimProduct dp ON dp.ProductKey = f.ProductKey 
JOIN DimCustomer dc ON dc.CustomerKey = f.CustomerKey 
JOIN DimSalesTerritory dst ON dst.SalesTerritoryKey = f.SalesTerritoryKey 
JOIN DimDate dod ON dod.DateKey = f.OrderDateKey

Dê o nome de Quantidade de Vendas por Cliente para o Data View. Configure para que o serviço de Aquisição de dados atualize o Data View a cada 10 minutos e Permita que os dados sejam armazenados no cache do Client. Sua tela deverá ficar como o print abaixo.

Captura de Tela 2015-09-16 às 13.50.22

Após selecionado Next, será aberta uma tela todas as colunas e os tipos de dados de cada uma delas.

Captura de Tela 2015-09-16 às 14.02.07

Após isso, uma nova tela como o Data View retornará os dados.

Captura de Tela 2015-09-16 às 14.17.19

Clique em Finish e seu Data View estará criado.


Para finalizarmos essa etapa do conjunto de posts sobre Datazen Beginnig, é necessário que sejam expostas algumas coisas importantes a respeito dos Data Views criados a partir de um arquivo Excel

  1. O que você deve fazer
    1. Use o Excel 2007 ou superior;
    2. Usar um worksheet por conjunto de dados;
    3. Ter um cabeçalho por coluna na primeira linha;
    4. Manter tipos de dados consistentes (para isso, formate os dados);
    5. Ao usar formulas, manter assegurado que toda a coluna está utilizando a mesma formula para todas as tuplas;
    6. O arquivo deve ser salvo com a extensão XLSX.
  2. O que você não pode fazer
    1. Usar o Excel 2003 ou anterior;
    2. Incluir imagens, gráficos ou tabelas dinâmicas;
    3. Manter o arquivo aberto durante a importação para o Datazen;
    4. Formatar números manualmente adicionando moedas ou outros símbolos;
    5. Salvar o arquivo com a extensão XLS;

No próximo post da Série Datazen Beginning você aprenderá a criar KPIs dentro do Painel de Administração do Datazen Enterprise Service

Anúncios

4 comentários sobre “Datazen Beginning – Parte 5

  1. Pingback: Datazen Beginning – Parte 6 | Arthur Luz | Data's Light

  2. Pingback: Datazen’s Tips – Parte 2 | Arthur Luz | Data's Light

  3. Pingback: Datazen Beginning – Parte 7 | Arthur Luz | Data's Light

  4. Pingback: Datazen Beginning – Parte 10 – Arthur Luz | Data's Light

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s